Só percebemos que amamos quando realmente perdemos..







Sim, daqui a uma horita, nem sequer, sou eu quem faz anos, mas pela primeira vez preciso de te escrever! Preciso de aliviar o que vai aqui dentro e agradecer-te por estes anos fantásticos que me proporcionas mesmo a não sei quantos quilómetros de distância. Nunca te escrevi nada do género, nunca te disse metade do que me vai na alma e no coração. Mas sabes, não te amo menos por isso. Até te amo bem mais do que alguma vez poderias imaginar. É incrível essa tua maneira de ser, a forma como cuidas de mim atrás desse ecrã do qual passamos horas e horas a desabafar. São milhares de sorrisos que passam pela minha cara quando me dizes que me amas, que sou única, ou que sou das melhores que tu tens. Não sei bem, mas é uma sensação óptima. Quando estás mal, algo aperta cá dentro, sim, gostava de estar do teu lado, e de te dar o meu apoio de forma diferente, mas a única coisa que posso fazer é tentar expressá-lo através de palavras, que por vezes parecem duras.. mas nunca é essa a minha intenção, tu conheces-me, tu sabes os meus pontos fracos, as minhas histórias, os meus medos, as minhas certezas. Temos discussões como existe em qualquer amizade, mas nunca duram muito tempo, porque acho que há algo mais forte que nos une. Há carinho, compreensão, desabafos, segredos, medos, não há o toque, mas no meio de tanta coisa boa, isso é quase insignificante, porque eu sei que se precisar de ti, tu estás lá, quer estejas na china, tu estás desse lado do mundo, atrás de um ecrã, a tentar transmitir-me um pouco da tua sabedoria, do teu mundo. E assim como se precisares de mim, eu tento ajudar-te, tento dar-te os conselhos que gostava que me dessem, ou que já me deram. Nunca te desvalorizes, porque para mim, és das pessoas mais lindas, mais francas, mais fofinhas que já conheci na vida. E sabes que para onde fores, vou estar do teu lado. Não tenho duvidas, que nós vamos ser amigas até "sempre", porque a amizade é algo que se cuida, que se dá afecto, que se mima todos os dias. E nós podemos nem nos ver durante anos, mas sei que vou ter desse lado uma pessoa com quem contar, sei que vou ter a minha menina. Fazes-me muito feliz apenas com coisas parvas, com as tuas histórias! E não penses nunca que me aborreces, só todos temos dias maus, e sabes como sou. Mas logo a seguir te dou uma explicação por tudo. Entre nós, há sinceridade a 100% e sei que a mentira nunca vai fazer parte da nossa amizade. Amo-te muito Filipa Teixeira :) *

Por uns minutos voltei ao passado, apeteceu-me pensar em tudo o que já fiz até aqui, desde os meus 13 anos, porque é a altura que eu considero que comecei a viver intensamente e é quando comecei a ter histórias para contar.. e cheguei à conclusão que o sofrimento valeu a pena, que todas as lágrimas que caíram só me tornaram em alguém capaz de viver melhor, aprendi com os erros e continuo a aprender. Com as pessoas que hoje digo que são tudo para mim, construí um novo eu, mais forte, mais sincero, que acredita em si mesmo, que é capaz de tudo pelos que realmente ama, que acima de tudo, está aqui para ajudar aos que chama de amigos. Tenho orgulho de mim, da pessoa que era, que sou e que um dia hei-de ser. A mim, ninguém me derruba. Se estou aqui, é para viver até quando o meu fim chegar e até lá ninguém me detém.
A minha vida sempre deu muitas voltas, sempre tive momentos intensos de felicidade e momentos de tristeza, como toda a gente. Mas talvez por já ter crescido imenso, por ter mudado o quanto podia, que sinto que a minha vida está no seu auge, e não quero que isto se vá nunca. Nos últimos meses, a minha vida estabilizou, e posso dizer que sou das pessoas mais felizes do mundo. Acho que o meu esforço durante tantos meses, está a ser recompensado! Às vezes lembro-me do passado, mas sei que sem ele, nunca seria a pessoa que sou hoje. Um grande obrigada a todos os que fizeram parte dele, porque mesmo que me tivessem feito sofrer, só me ajudaram a mudar e a tomar determinadas decisões.

(um novo rumo nos espera meus amores.)