" Não precisa ser o melhor, nem o mais perfeito amor. Não precisa ter muitos detalhes, nada de perfeccionismo. Simplicidade sempre. Não precisa ser certo, e muito menos direito. Não precisamos de festas, nem um jantar com um bom vinho. Não precisamos de palavras cultas nem sermos educadinhos todo o instante. Quero mesmo é aquele fim de semana em nossa casa, com nossas brincadeiras em nossa cozinha. Aquele sábado em nossa cama, com nossos carinhos, nossas mãos e dedos cruzando-se, e o nosso cheiro. Quero o domingo frio no sofá da sala, agarradinhos, com um bom filme, um cobertor e nossos carinhos. Pois, quer saber? Gosto quando saímos do educadamente correto. Gosto da maneira de nos resolvermos, do jeito que fazemos. Não precisamos jamais dar satisfação a ninguém, só aqueles que nos convier. Na verdade, pode ser assim feito é, um amor torto, e todo errado, sem deixar subentendido. Sem limites para nós, e sermos confiantes como somos. Um amor sem segredo, sem meios e fins. Precisa apenas ser como você. Na verdade, que ele seja sempre assim, um amor seu e meu, do jeitinho que a gente fez, do jeitinho que a gente continua fazendo, afinal, é o nosso amor e não o amor clichê. É apenas eu e você. "

Sem comentários:

Enviar um comentário