17 de Janeiro de 2013

" Você vira pro teu colega e diz o quão meloso é aquele casal que se chama pelos apelidos mais bobos que existem. Diz até que chega a ser clichê. E realmente é clichê, é bobo, é meloso. É isso tudo até a hora que você se coloca na situação, não é? É bobinho chamar a namorada de “meu amor” até o momento que o teu namorado te chama dessa forma. É meloso viver agarrado, colado um no outro, até a hora que fazem isso com você, até a hora que é você quem está ali. É clichê ligar quinhentas vezes por dia pro namorado, até o momento em que você começa a sentir necessidade de fazer isso também. O amor é clichê, é bobo, é meloso até a hora que ele te pega de jeito. Daí quem fica clichê, bobo e meloso é você. "

Sem comentários:

Enviar um comentário