2 de Agosto de 2012

" Não fomos feitos um pro outro, mas nos completamos. Mistura de certo com errado. Eu nesse jeito tão errado, tão desgovernado, e você com a capacidade tão insensatamente incrível de fazer o errado parecer certo, de fazer parecer menos obsceno esse nosso amor sem limites a serem quebrados. Entre brigas e beijos terminamos o dia como quem termina uma guerra, mas uma guerra que nos envolve de tal forma que desistir dela é impossível. Vivemos nesse projeto de amor bandido, que às vezes mata um pouco. Nesse vício que nos embriaga, que nos aprisiona dentro de nós mesmos. Vivendo sem nenhum pudor, vivendo por amor, pra variar. "

Sem comentários:

Enviar um comentário