3 de Abril de 2015

Vieste buscar-me depois do jantar. A tua mãe também veio. E ela esteve a conversar com a minha enquanto tu foste lá dentro dizer olá ao meu pai e ao meu irmão. Ainda tive tempo de te mostrar os gatinhos bebés da Sushi. Já me tinha despedido do meu pai e do meu irmão e despedi-me da minha mãe e entrei no carro. Seguimos até a tua casa. Quando cheguei, confesso, que me senti contente. Já tinha saudades de partilhar aquele espaço contigo. Dormir no mesmo sítio que tu. Abraçar-te sempre que quisesse. Não me lembro a que horas fomos dormir nem do que andamos a fazer até irmos para a cama. Mas sei que foram horas bem passadas. Estava com tantas saudades tuas. Já te disse que é super divertido ir contigo para a casa de banho e lavar os dentes ao mesmo tempo que tu? Lembro-me de adormecer no teu braço direito a sentir-me protegida, onde tantos pensamentos me passavam pela cabeça, desde amo-te tanto, não quero perder-te, não sei viver sem ti, és especial demais, és o melhor em tudo, és o meu anjo da guarda, quero-te para sempre.

Sem comentários:

Enviar um comentário