4 de Abril de 2015

Foi sábado. Acordámos tarde e andamos à procura de receitas de doces para fazer porque era fim-de-semana de Páscoa. Almoçamos hambúrguer's. Logo depois do teu pai chegar, fui tomar banho e fomos às compras. Logo à primeira, tu pegaste no chocolate branco e no chocolate de culinária, depois nas pepitas e andamos atrás das formas de papel mas decidimos ir buscar ao outro sítio - não vou mencionar nomes que não quero fazer publicidade - e quando chegamos lá fomos primeiro à procura de uns collants para eu usar na segunda-feira e depois fomos buscar as formas de papel e os ovos de chocolate para te oferecer e para me ofereceres. A mim deste-me um ovo gigante com um ursinho fofo que está em cima da minha cama (quando ela está arrumada) e eu a ti dei-te um ovo que toda a gente adora e um ovo (novo) da tua marca preferida de chocolates. Ainda andamos lá às voltas e indecisos mas saímos de lá inteiros. Depois disso ainda levamos a tua mãe à casa dos avós e a seguir fomos para casa arrumar as compras e o teu pai saiu. Antes de começarmos a tratar da nossa receita dos mini-docinhos, fomos ao teu quarto namorar um bocadinho. Quando começamos a fazer os doces já estavam quase a ser 19h. Sei que deram bastante trabalho mas o resultado foi bonito e delicioso. Entretanto os teus pais já tinham chegado. Jantamos na sala. Bifes, que eram enormes. Tu e o teu irmão lembraram-se de pôr a dar na TV um combate de WWE ou lá como se chama e eu no fim de jantar e arrumar tudo para a cozinha, fui para lá conversar com a tua mãe. Sei que estive mais de 2h com ela, a conversar sobre tudo e nada. E gosto. Ela é boa companhia. Fomos dormir tarde, como o costume, mas não me esqueço que aproveitamos bem os nossos momentos. E lembro-me sempre do quão especial és, por tudo o que me fazes sentir.



Sem comentários:

Enviar um comentário